domingo, 31 de janeiro de 2010

Update

De alma lavada e... constipada também! É no que dá molhar os pés no mar em pleno janeiro!
.
Consegui conter-me e não mergulhar, já não foi mau...

De alma lavada #2

Um fato de treino. Um par de ténis. Um cachecol. Muito sol. E a praia como pano de fundo. Foi assim a minha tarde de hoje. Entre corridas à beira-mar e passeios pelas arribas. Sozinha com os meus pensamentos e a melhor música a acompanhar. Porque há que aproveitar as coisas boas da vida. E a serenidade que o mar transmite é uma delas.

sábado, 30 de janeiro de 2010

O meu blog já deu um programa de rádio

Tenho que deixar um agradecimento muito especial à Rádio Comercial! Adorei a escolha dos posts, adorei a entoação dada na leitura dos mesmos, adorei a adaptação das músicas! Estava perfeito! =)
.
Para quem não teve oportunidade de ouvir, amanhã às 9h volta a repetir. E assim que ficar disponível online eu ponho o link no blog.

De alma lavada

Confesso que já não me lembrava o que era chegar a casa a estas horas depois de dançar all night long! A noite foi muito, muito boa! Quem não gostou da brincadeira foram os meus pézinhos que já me avisaram que durante os próximos dias fazem greve e não calçam sapatos de salto alto!

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Esta noite...

... vou estar aqui. Alguém se quer juntar à festa?

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Qual ratinho de laboratório

Pois é assim mesmo que me sinto ultimamente: um rato de laboratório. Entre hospitais e clínicas, a saltitar de médico para médico, a fazer exames atrás de exames e a repeti-los para chegar a diagnósticos contraditórios (e baratinhos que são!). Só assim de repente já cá cantam análises hormonais, uma ecografia pélvica, uma ecografia abdominal, uma ecografia vesical, uma ecografia renal, uma TAC crânio-encefálica, uma TAC abdominal, uma TAC pélvica e hoje, a cereja em cima do bolo, uma ressonância magnética crânio-encefálica (bela lista, hein!). Este foi provavelmente o pior exame que já fiz até hoje (claro está que nunca fiz nenhuma colonoscopia). Este exame é, sem dúvida, impróprio para claustrofóbicos! Não é o meu caso mas até eu me senti enjaulada. Não mete medo (que eu cá não sou maricas) mas assusta! Uma pessoa fica ali deitada, amarrada, sem se poder mexer um milímetro, com uns phones nos ouvidos e, de repente, a maca começa a andar e truncas(!) para dentro do forno. E ali ficamos nós, tipo rolo de carne, à espera por uns bons quarenta (!!!) minutos. Mas a ouvir musiquinha ambiente que o serviço é de qualidade... ou a tentar, pelo menos, porque o barulho da máquina é ensurdecedor. Já para não falar que, tal como nas TAC, tive que levar uma injecção de contraste. Para quem não sabe, depois do contraste injectado tem-se a maravilhosa (NOT) sensação de um calor abrasador a percorrer todo o corpo... (bom para os dias de inverno?!)
.
Ainda assim, depois de tudo isto, quase adormeci dentro da máquina, tal é o aborrecimento... E depois do exame ir dar uma aulinha de matemática, hein?! É que soube mesmo bem! Nem via bem o miúdo, tal era a moca! :)

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

O meu blog dava um programa de rádio

Pois é meus amigos, é já este fim-de-semana que o "Na Idade dos Porquês" vai dar um programa de rádio. E onde? - perguntam vocês. Na Rádio Comercial, pois está claro! O programa passa no Sábado às 22h e repete no Domingo às 09h. Espero que gostem.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Primeiro dia de "trabalho"

Pois é, hoje foi o primeiro dia. E de quê? - perguntam vocês. De explicações de matemática. Lamento se vos desiludi mas não, não consegui arranjar um trabalho fantástico e maravilhoso. Mas, tal como o mais comum dos mortais, eu tenho uma renda de casa para pagar e preciso de comer (muito menos desde ontem... mas isso é outra história), portanto há que fazer pela vida. Por enquanto vou dedicar-me a dar Estudo Acompanhado a meninos do 1º ao 9º ano e explicações de matemática a alunos do secundário.
Hoje foi dia de matemática do 10º ano. Já me tinha esquecido de como a matemática do secundário me deixava empolgada. Gostava mesmo daquilo. Mas como o meu 10º ano já lá vai há muito, muito tempo, tive que perder umas quantas horas a estudar a matéria e a preparar exercícios. Eu, que há dois meses atrás, no dia da Discussão da Tese, disse que tão depressa não voltava a estudar.
Confesso que, a caminho do centro de explicações, dei por mim a tremer um bocadinho (mas só um bocadinho). Já estava a imaginar o miúdo cheio de perguntas e eu a engasgar-me, sem lhe conseguir responder. Acho que no início até a voz me tremia (espero que ele não tenha percebido) mas depois a tarefa demonstrou-se mais fácil do que eu pensava. O N. é daqueles miúdos todos pintas, que até é inteligente mas não deve fazer rigorosamente nada em casa. Estudar?! O que é isso?! E depois, a nota do primeiro período, nem vos digo! Portanto, o N. não me vai aparecer nunca com perguntas que me apanhem desprevenida, a menos que mude de atitude. O que significa que a bola está do meu lado. E algo me diz que vou ter que suar neste jogo para que este miúdo tenha uma nota de jeito.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Épocas drásticas...

... requerem medidas drásticas! É disto que me estou a tentar mentalizar. Sim, porque hoje, quando me estava a vestir, depois de uma grande ginástica para fechar os jeans... fiquei com o fecho na mão!!! WTF?!?! Não há hipótese! Uma pessoa passa a vida a lutar contra aquilo que Deus lhe deu! E pronto, algo me diz que os próximos dias (meses) vão ser difíceis... Snif!!!

domingo, 24 de janeiro de 2010

sábado, 23 de janeiro de 2010

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Em estado de choque

Ou como o preço de uma Ressonância Magnética (que não tem comparticipação) nos consegue pôr a chorar.

Metade do meu jantar

A minha tostadeira é uma ordinarona. Eu juro que a salsicha estava dentro do pão. Não sei o que aconteceu no intervalo de tempo em que eu virei costas. Lá tive que comer uma tosta com "o material de fora"...
.
Já cá faltavam as parvoíces do costume :)

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

E pronto

Passei de desempregada a parcialmente empregada. Não é, propriamente, na minha área mas é uma coisa que me agrada... temporariamente, enquanto não aparece outra coisa. E como o trabalho nunca me assustou, venha ele. Não percam o próximo episódio, porque nós também não.
.
Já fazia falta uma boa notícia, para contrastar com os últimos tempos.

É absolutamente incrível... e vergonhoso

Eu tenho um amigo que é professor de geografia e também Director da Escola. Ontem ele participou num episódio verdadeiramente inacreditável. Um aluno foi suspenso preventivamente enquanto decorre o processo disciplinar que lhe foi instaurado. Ontem, apresentou-se na Escola com o pai, que pede para falar com o Director para saber "o que é isso de processo disciplinar" e que "andam mas é a perseguir o meu filho" e mais umas quantas coisas que agora não vêm ao caso. Uma parte do diálogo foi esta:
.
O Pai: - Então e porque é que o meu filho tem um processo disciplinar?
.
O Director: - Porque (........), para além de fumar dentro da escola, de ameaçar professores, funcionários e a mim próprio, alguns dos termos que já utilizou na sala de aula dirigindo-se à professora foram por exemplo "sua p***", "vá pró c******", "os colh*** do meu pai".
.
O Pai: - Sacana do c******, não sei onde é que ele aprendeu isso!!!!!!
.
Esta e outras histórias: aqui.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Sobre os Ídolos (ou carta aberta ao Laurent)


Meu Caro Laurent Filipe, não sei se já te disseram mas és de cortar a respiração. Mesmo! És giro, giro que só tu. E tens uns olhos de fazer suspirar. Já para não falar de que ali, no meio daquele júri, pareces o único que sabe do que fala. És um charme. E sabes que mais? Vale a pena assistir ao programa só por ti (e pela boazona da Cláudia Vieira dirão alguns). Deixa-me só dizer-te que nos programas em que não vestes coletes extravagantes (e pirosos) ficas muito melhor. E quando te penteias também. Esse ar de quem acabou de sair da cama seria uma bela visão, sim senhor, noutro contexto...se é que me compreendes. Já agora, se me permites uma pergunta: casas comigo?
.
E porque era suposto ser um post sobre os Ídolos: a minha favorita é a Diana. Pela voz. Pela garra.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Oh nãooooooooooooooo

Que desgraça! Isto não podia ter acontecido!!! Nãoooooooooooooo! Tenho uma gigantesca... borbulha! (xiiiiiiiiiiiiu) E onde? Podia ser nas costas, para ficar escondidinha, mas não. Podia ser no rabo, que dói p'ra caramba quando se veste jeans, mas não. Podia até ser numa bochecha ou no meio da testa, mas não. Tinha que ser no pior sítio de todos: a ponta do nariz! Bahhhhh! Pareço o Batatinha na altura do Batatoon! Vou só ali esconder-me e já volto.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Pequenos Gangsters

Hoje fui buscar o D. à escola. Isso não é novidade. Os minutos foram passando e ele não aparecia à porta. Isso também não é novidade. O D. é sempre dos últimos a sair, ora porque se portou mal e ficou de castigo, ora porque ficou a brincar à saída com os outros miúdos e esquece-se que tem alguém à espera. Mas hoje foi o cúmulo. Já tinham saído quase todos e eu continuava à porta, gelada, a tremer o queixo. De repente, surge do nada uma menina que diz "olha, o teu sobrinho já saiu pela outra porta com o L. (outro miúdo) e a professora". E porquê? - perguntam vocês. Porque, ao que parece, houve uma cena de pancadaria ao estilo Gangs of New York. Os outros dois miudos mais velhos, envolvidos na cena, queriam bater no L. à saída e o D. armou-se em valentão a tentar proteger o outro. Como foram os últimos a sair da escola, ainda me calhou na rifa ter que levar o L. a casa (que por acaso vai sempre sozinho) porque tinha medo que os outros dois fossem atrás dele. E como eu não sou capaz de dizer que não, lá dei corda aos sapatos e pus-me a caminho. Só eu! Mas porque raio é que miudos de nove anos já têm o instinto de andar à pancada?! É nestas alturas que eu penso que gostava mesmo de ter uma sobrinha. Era muito mais giro andar com as amigas dela atrás e fazer uma festa da Barbie.
.
Pensando bem, se a sobrinha saísse à tia, a diferença não seria muita... eu era uma maria-rapaz terrível que só queria jogar à bola e trepar às árvores. Shame on me.

Binge Eating Disorder (BED)

Meu Deus, acho que sofro deste distúrbio alimentar - Comer compulsivamente! São quase 3h da manhã e não imaginam o que eu acabei de devorar! Pior do que isso é que, desde o Natal, este é um episódio recorrente... várias vezes ao dia! Acho que vou acabar a rebolar :)
.
Dizem que o reconhecimento é o primeiro passo para uma cura, não é? Bom, então estarei no bom caminho...

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Trabalho de grupo (ou não)

A I. está naquela fase desesperante de ver chegar, a grande velocidade, a data de entrega do projecto de final de curso. Eu passei por isso o ano passado (como se pode comprovar aqui, aqui e ali) e, portanto, ainda me lembro bem da sensação. Noites quase sem dormir e trabalho que nunca mais acaba, pelo contrário, parece que cresce. Para além disso ainda há o tempo que se passa em grupo e que tem muito que se lhe diga. Mesmo que o grupo seja muito unido e que toda a gente se dê na perfeição, quando o stress aperta a coisa dá sempre para o torto! E sai um berro daqui! E outro berro dali! E depois alguém tenta meter água na fervura! Enfim, uma trapalhada. No fim, tudo acaba por correr bem se todos os membros trabalharem na mesma proporção.
Ora, tudo isto para dizer que a I. tem uma personagem no grupo daquelas mesmo, mesmo complicadas. Daquelas que todos nós teríamos o maior gosto em rifar. E nesta altura complicada, em que as horas de sono começam a escassear e quando já estão (quase) todos a bater com a cabeça na parede, o belo amigo diz que não se deita tarde porque lhe desregula o bioritmo!!! WTF?! Gostava de vê-lo dizer isso à minha frente se ele fosse do meu grupo! Era caso para engolir alguns dentes e meter o bioritmo num sitio que eu cá sei! Tenho dito! Desculpem-me a violência (eu juro que não sou sempre assim) mas estas coisas revoltam-me :)

Eu gosto mesmo desta música

Mas esta versão é muito, muito mais gira do que a original! Uma pessoa tem que reconhecer um talento quando o vê =)
.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

When you love someone

"When you love someone, when you truly love someone, that person becomes part of you, they become you're life, your everything. They change you and they inspire you in so many different ways that are indescribable. How do you let go of someone who has made such an impact on your life? How do you let go of the only thing that keeps you going, keeps you strong? Loving someone with all you have is letting go of fear, it is growing up. Because when you love someone whole - heartedly, you let go of yourself - to live is to love. So how do you let go of someone you truly care about? The truth is... I don't think you can, I think no matter what happens, whether you are together or not, they are in your heart... always."

sábado, 9 de janeiro de 2010

Saudade

Do lat. solitáte, «solidão»
.
sentimento melancólico causado pela ausência ou pelo desaparecimento de pessoas ou coisas a que se estava afectivamente muito ligado, pelo afastamento de um lugar ou de uma época, ou pela privação de experiências agradáveis vividas anteriormente

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

As caras de prazer de Clara Pinto Correia

Em duas palavras: ME-DO!
.
Passo a explicar: está exposto no Centro Cultural de Cascais um conjunto de fotografia da dita cuja em êxtase sexual. A senhora está simplesmente pavorosa. Fico até sem palavras. E não me venham com a conversa "Ah e tal, é arte". Para ver aqui.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Urgente!

Há por aí alguma alma caridosa que me faça o favor de calar os meus vizinhos de cima? As pobres criaturas devem ter recebido DVD's de karaoke no natal e agora não querem outra coisa. Todas as noites é uma cantoria que não se aguenta. Espero que sejam como as criancinhas de hoje em dia que só brincam com os brinquedos enquanto são novidade!

Small Question #3

Neste momento estou a tomar 2 comprimidos de manhã e 5 à noite!!! Relembrem-me, por favor: eu tenho 24 ou 64 anos???
.
É que a minha mesa de cabeceira parece a da minha avó...

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

E por falar em saudades...

... vamos fazer uma viagem no tempo!

video