segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Para a S.

Os ventos que às vezes tiram
algo que amamos,são os
mesmos que trazem algo que
aprendemos a amar...
Por isso não devemos chorar
pelo que nos foi tirado e sim,
aprender a amar o que nos foi
dado. Pois tudo aquilo que é
realmente nosso, nunca se vai
para sempre...
.
(Fernando Pessoa)

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Minha querida I.

MUITO OBRIGADA por me teres aberto as portas para um mundo novo... Agora já posso ver todos os episódios de Anatomia de Grey e mais qualquer coisinha... :)

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Vícios

Eu não fumo, não bebo, nunca tive uma grande curiosidade em experimentar drogas... Mas como qualquer pessoa também tenho os meus vicios! Confesso que perco horas em frente à TV, embora não tantas como desejava. Devoro toda e qualquer série, e vejo qualquer filme que esteja a dar, mesmo que já esteja a meio [com a quantidade de vezes que repetem os filmes na televisão, da próxima vez vejo a metade inicial=) ]. No entanto, a cereja-em-cima-do-bolo é, sem dúvida, a "Anatomia de Grey".
.
Num só episódio esta série consegue ter cenas românticas, melancólicas, divertidas, dramáticas... É simplesmente fantástica! E a banda sonora não lhe fica atrás, com as melodias que assistem a lágrima a escorrer nas cenas mais dramáticas e as harmonias que empurram um sorriso quando tudo acaba bem.
.
Como aqui não tenho tv cabo, só me resta esperar ansiosamente que cada terça-feira traga um novo e emocionante episódio, que eu vejo religiosamente!

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Sonoooooooooooo

Porque é que há semanas em que todas as manhãs são um drama para acordar?!

domingo, 5 de outubro de 2008

História de amor

Eu acredito em histórias de amor. Aliás, sou uma romântica inveterada, daquelas que choram sentadas no sofá a ver um filme...
Ontem testemunhei, ao vivo e a cores, uma história de amor. Foi um dos casamentos mais bonitos a que já assisti. Não pude deixar de me comover quando o D. e o D. levaram a mãe ao altar [não é comum, mas é absolutamente delicioso], ou quando o D. [o mais pequenino] não largava as calças do pai.
Quando os noivos abriram a pista de dança, abraçaram-se como se ali não existisse mais ninguém e dançaram enquanto murmuravam declarações de amor.
Não pude deixar, uma vez mais, de me comover quando, ao partir do bolo, os olhos do L. se encheram de lágrimas ao reconhecer que aquele tinha sido o dia mais feliz das suas vidas.

Para os noivos e para os seus filhotes, aqui ficam os desejos de que a felicidade deste dia se perpetue por muitos anos.

[e aqui para nós, que ninguém nos ouve... o meu relógio biológico despertou para a vida...]

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Homens!

"...tinhamos estado a noite toda a contar histórias quando, de repente, Gus olhou para mim olhos nos olhos e exclamou: «Noah, eu compreendo as mulheres.»

Noah riu em surdina.

- A questão é que não há nenhum homem vivo que possa honestamente proferir essas palavras e acreditar nelas. Mas isso nao quer dizer que não possamos amar as mulheres à mesma. E não quer dizer também que alguma vez devamos parar de lhes dizer quão importantes são para nós."

in A Alquimia do Amor, Nicholas Sparks

Gostei! :)

O soluço

Como eu hoje estou mesmo, mesmo, mesmo irritada...
Nada melhor do que um vídeo para descontrair! Demais! :)

video

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

? ? ?

Ontem alguém me perguntou se eu era feliz...
Timidamente respondi que sim. Mas a verdade é que fiquei a pensar no assunto! Quererá isso dizer alguma coisa?