quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Em jeito de balanço

2008 está a chegar ao fim. Este ano durou uma eternidade. Aconteceu tudo e, ainda assim, muitas coisas ficaram por fazer, outras tantas por dizer. Uns quantos sonhos por cumprir e desejos por realizar. Este ano durou uma eternidade. Perdi-me e reencontrei-me. Ri e chorei. Chorei muito. Tive dias felizes. Tive dias que nunca mais acabavam. Pequenas conquistas. Grandes frustrações. Várias decepções. Este ano durou uma eternidade.

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

O meu pai

Nem sempre nos demos muito bem. Talvez porque somos muito teimosos. Ambos!
Quando era miúda sentia a tua ausência. Sentia a falta de um pai com quem brincar à noitinha. Sentia a falta de passear de mãos dadas ao domingo à tarde. Hoje consigo compreender.
Há sete anos atrás deu-se a viragem na nossa relação. Primeiro a sensação de te ter desiludido. Depois o bater-o-pé e o querer provar-te que podia ser feliz com as minhas escolhas. Hoje acredito ter consigo que mudasses de opinião. E nós só tivemos a ganhar com isso.
Depois há os contratempos que estreitam relações. Os últimos 15 dias são a prova disso. E a cumplicidade cresce de dia para dia!
.
(E pela primeira vez quase apaguei um post antes de o publicar)

domingo, 28 de dezembro de 2008

Adoro...


... esta época pós-natalícia, cheia de bombons!

E viva os Baci, os Ferrero Rocher e os Guylian! =)


domingo, 21 de dezembro de 2008

É mesmo, mesmo chato...

... chegar a casa e ter que dizer: "Pai, bati com o carro!"
.
(não foi muito grave, só bati mesmo com o espelho, que fez questão de ficar pendurado durante o resto do caminho)

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Sabe mais do que um miúdo de 8 anos?!

Enquanto jogava à bola, o R. levou uma bolada naquilo a que as crianças vulgarmente chamam de "pilinha". Mas o comentário do R. foi:

"Auuu! A minha uretra!"

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

E hoje foi...

... o último dia de aulas de toda a minha vida! Yupi!!!
.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Palavras para quê?!

O D. chegou há pouco de um fim-de-semana na Serra da Estrela, com o pai. Mal chegou a casa dei com ele a chorar, muito triste.
- O que foi? Porque estás a chorar?
- Eu queria estar com o pai...
- Mas estiveste com o pai 4 dias!
- Mas é sempre assim: quando estou com o pai, quero estar com a mãe; quando estou com a mãe, quero estar com pai!

domingo, 30 de novembro de 2008

Algo que eu poderia ter escrito

"Qual é a diferença entre um benfiquista que acaba de sofrer cinco golos e um sportinguista que acaba de sofrer cinco golos? É que o benfiquista não está orgulhoso nem contente. [...] Gritar 'Olé!' para celebrar dois passes seguidos de uma equipa que está a levar cinco é não ter a noção do ridículo.
Nada disto é novo, evidentemente. Para perceber que os sportinguistas não têm noção do ridículo basta lembrar que se trata de gente que opta por entrar em competições com uma espécie de pijama às riscas. Mas, ainda assim, a atitude do público do Sporting-Barcelona parece ter constituído um novo mínimo. [...]"

Ricardo Araújo Pereira, in «A Bola»

sábado, 29 de novembro de 2008

Viagem de Expresso

Não há nada como regressar a casa todos os fins de semana numa bela viagem de expresso. Apanha-se de tudo! Vêem-se os mais diversos comportamentos, ouvem-se os mais inacreditáveis temas de conversa! É a criancinha que não pára quieta ao colo da mãe e passa toda a viagem a perguntar "falta muito?", "já chegámos?", "estamos quase lá?". Ou o neto que foi pela primeira vez na vida a Lisboa com os avós e comenta tudo aquilo que vê. É a senhora do lado, que apanhou uma grande constipação, daquelas que fazem tossir os pulmões durante a viagem inteira, de preferência sem pôr a mão à frente, e quase a cuspir a cara do vizinho do lado. Já vi até quem fizesse a depilação nas pernas com uma pinça! Uma vez apanhei duas senhoras idosas sentadas atrás de mim, que levaram todo o caminho a falar de cemitérios, campas e mortos (creepy). Depois há os (muito) jovens casais, que decidem que ali seria o local ideal para uma consulta de higiene oral, e uma pessoa não tem outro remédio senão ouvir aquelas lambuzadelas até se lhes gastar a saliva!
Sou eu que estou errada quando penso que uma viagem de uma hora num expresso é tão bem aproveitada para, simplesmente, pôr o sono em dia?!

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Trabalhos de casa

O D. é um trapalhão a fazer os trabalhos de casa. Já está na 3ª classe e continua com uma caligrafia horrível, faz cada letra de seu tamanho e quando se engana escreve umas letras por cima das outras.
Hoje o trabalho mais penoso era escrever do número 100 ao 200, em numeração árabe e romana. Escreveu e apagou tantas vezes que a folha estava quase gasta.
- Oh D., porque é que estás sempre a escrever e a apagar?! Assim fica tudo borrado! Tens que ter mais atenção!
- Oh tia, para que é que a borracha serve?! Não é para apagar? Então pronto!

Tristeza


Do lat. tristitìa


nome feminino
.
.

1. estado de quem sente insatisfação, mal-estar ou abatimento, por vezes sem razão aparente; melancolia; angústia; inquietação
.
2. causa que provoca abatimento, estado depressivo ou nostalgia; pena; mágoa; aflição; consternação; saudade

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Incertezas...

Acontece-nos a todos. Muitas vezes olhamos para o futuro, tentando tomar as decisões mais sensatas, e caímos na boca de ferozes incertezas. Ainda se tudo não dependesse de tudo o resto...

É a incerteza que paira sobre a nossa natural existência. A esperança permite-nos viver com a certeza de que tudo é incerto. O entretanto é o que fazemos com a nossa vida…

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Esclarecimento

Em relação ao post com o título "Tão simples quanto isto" deixem-me esclarecer que não me estou a queixar de nada! :) Estava apenas a generalizar!
Meu amor, fazes-me muito feliz! Prometo que não me estava a referir a ti ;)

Indignação

O Cristiano Ronaldo anda em negociações para um aumento de ordenado. Pode vir a ganhar 25 mil euros por dia! Por dia! Não acho normal!
Dá vontade de parar de estudar, porque ao contrário do que diz o programa "Novas Oportunidades", aprender NÃO compensa!

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Tão simples quanto isto

"Embora eu continuasse a ser o mesmo homem que no ano anterior, fizera entretanto um ajustamento, pequeno mas significativo.
Naquela semana, eu pensara nela. Dedicara-me de corpo e alma a ajudá-la nas suas responsabilidades familiares e escutara-a com interesse sempre que ela falara. Rira-me das suas graças, confortara-a quando chorara e demonstrara-lhe o afecto de que ela precisava e merecia. Por outras palavras, fora o homem que ela sempre desejara, o homem que fora outrora, e compreendia agora que era isso e só isso que eu tinha de fazer para começarmos de novo a desfrutar da companhia um do outro."

in A Alquimia do Amor, Nicholas Sparks

[Mas porque é que os homens não compreendem que não têm que fazer mais nada senão isto?! É assim tão complicado? É pedir muito?]

sábado, 8 de novembro de 2008

Viva o Sistema Nacional de Saúde!

No dia 3 de outubro de 2007 fui operada aos dentes do siso. Passei 15 dias com a cara tão inchada que parecia um sapo. Depois fiquei negra, depois amarela... Já para não falar que durante esses 15 dias não comi outra coisa senão gelado, banana esborrachada e leite! Que fominha...
A operação foi mais complicada do que o médico pensava inicialmente, e saí de lá com tantos pontos que conseguia sentir as linhas a enrolarem-se umas nas outras. Pior do que tudo foi o facto dos pontos não cairem. Tive que ir ao hospital tirá-los ao fim de um mês. Todos, pensava eu...
Qual não foi o meu espanto quando 3 meses depois, a bochecha continuava a doer-me, e o meu dentista descobriu que o cirurgião lá tinha deixado um ponto escondido... O problema é que ele já estava tão enterrado que quando o dentista puxou, quase arrancou metade da bochecha!!! snif!
Ontem, mais de um ano depois, descobri que ainda tinha OUTRO ponto na cara! Foi ainda pior do que da outra vez! Parecia que o dentista estava a triturar a minha cara para conseguir tirar o ponto (que mais parecia uma corda de viola, de tão grosso que era). E depois de muitos gemidos e lágrimas a correr pela cara (e eu juro que não sou nada maricas no que toca a dentes), o dentista teve a lata de dizer: - Ai coitadinha, se eu soubesse que estava tão enterrado tinha dado anestesia!

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

007 - Quantum of Solace

Da próxima vez que eu quiser muito, mas mesmo muito, ir ao cinema, lembrem-me para nunca mais ficar sentada na segunda fila da frente! Saí dali com os olhos em bico! É que nem consegui ver bem a performance do James Bond! A maior parte das cenas de acção passaram-me ao lado! Snif! E o filme até que é bem engraçado!

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Emoção vs Desilusão

Conhecem aquele anúncio do Napoleão e das whiskas saquetas? Eu hoje revi-me nesse anúncio quando estava a fazer o jantar. Ouvi "blá blá blá... morreu Milú... blá blá blá".
Ainda tive esperança que se estivessem a referir à nossa 'querida' e 'adorada' ministra da educação!
Mas não! Afinal quem morreu foi a actriz de 82 anos, que se estreou no cinema em "Aldeia da roupa branca" e que ficou popularizada como a Luisinha de "O Costa do Castelo".

Eu adoro histórias de amor!

domingo, 2 de novembro de 2008

O dom da palavra

Quando vejo um amigo [neste caso, leia-se amiga] em apuros, penso que há alturas em que gostava de ter o dom da palavra e poder aconselhar o melhor possível... outras há, em que reconheço que ouvir [apenas] é a melhor solução e a melhor ajuda que se pode dar!

(Coragem!)

Descubra as diferenças

.
Este fim-de-semana resolvi, finalmente, dar uma espreitadela ao programa da Lucy. Nunca pensei que fosse tão mau. A moça até tem algum talento, uma boa voz... mas este formato, não é, de todo, adequado à sua nova imagem! Aquela roupita parece-me um bocadinho ("só" mesmo um bocadinho) ousada para um programa infantil... É demasiada pele exposta: a bela da minisaia, o top das franjas com um decote até ao umbigo e as botas brancas de salto agulha. Ui! É que não nos podemos esquecer que a criançada imita tudo o que vê, e se a moda pega, como aconteceu com a Floribella, um dia destes é ver as crianças a irem para a escola de top de lantejoulas e calçõezinhos que nada tapam...
.
Se me disserem que hoje em dia os pais não têm tempo para os filhos, e que este é um programa para toda a família... Ah, bom! Aí o caso muda de figura! É que, sem dúvida, os pais (e refiro-me apenas ao elemento masculino) vão adorar passar a manhã sentados no sofá, com os filhos ao colo, a ver os implantes da Luciana abanarem, com esperança de que algum salte para fora do decote! Eu sei que um implante mamário não é uma coisa barata, e por isso a moça, que está tão orgulhosa, quer estar sempre a mostrá-lo… Mas aquilo é demais! Até as crianças ficam com os olhos em bico!
.
Será caso para dizer: volta Floribella, estás perdoada!

sábado, 1 de novembro de 2008

As coisas boas da vida

Nos dias que correm, todos nós andamos demasiado atarefados. Levantamo-nos, tomamos o pequeno-almoço a correr, saímos para o trabalho e ficamos imediatamente irritados com o trânsito caótico com que nos deparamos. Chegamos atrasados ao local de trabalho e descarregamos a nossa irritação em quem não tem a menor culpa. Trabalhamos o dia inteiro, sempre a olhar para o relógio, com pressa de chegar a casa, não sem antes enfrentar, uma vez mais, o trânsito. A noite chega e estamos tão cansados que não conseguimos desfrutar da companhia da família.
No nosso dia-a-dia, não damos conta das pequenas coisas que tornam o nosso tão especial. E porque vale a pena pensar nisto, aqui fica uma listagem:

1. um chuveiro quente num dia frio de inverno
2. ouvir a nossa música preferida na rádio
3. ficar na cama a ouvir a chuva cair lá fora
4. beber um chocolate quente na companhia do melhor amigo
5. uma boa conversa
6. passear na praia
7. rir-se de si mesmo
8. rir por nenhuma razão especial
9. fazer amigos
10. acordar e perceber que ainda se tem algumas horas para continuar a dormir
11. um beijo
12. comer bolachas de chocolate
13. andar de mãos dadas com quem gostamos
14. oferecer um presente a alguém
15. ver o nascer do sol

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Para a S.

Os ventos que às vezes tiram
algo que amamos,são os
mesmos que trazem algo que
aprendemos a amar...
Por isso não devemos chorar
pelo que nos foi tirado e sim,
aprender a amar o que nos foi
dado. Pois tudo aquilo que é
realmente nosso, nunca se vai
para sempre...
.
(Fernando Pessoa)

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Minha querida I.

MUITO OBRIGADA por me teres aberto as portas para um mundo novo... Agora já posso ver todos os episódios de Anatomia de Grey e mais qualquer coisinha... :)

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Vícios

Eu não fumo, não bebo, nunca tive uma grande curiosidade em experimentar drogas... Mas como qualquer pessoa também tenho os meus vicios! Confesso que perco horas em frente à TV, embora não tantas como desejava. Devoro toda e qualquer série, e vejo qualquer filme que esteja a dar, mesmo que já esteja a meio [com a quantidade de vezes que repetem os filmes na televisão, da próxima vez vejo a metade inicial=) ]. No entanto, a cereja-em-cima-do-bolo é, sem dúvida, a "Anatomia de Grey".
.
Num só episódio esta série consegue ter cenas românticas, melancólicas, divertidas, dramáticas... É simplesmente fantástica! E a banda sonora não lhe fica atrás, com as melodias que assistem a lágrima a escorrer nas cenas mais dramáticas e as harmonias que empurram um sorriso quando tudo acaba bem.
.
Como aqui não tenho tv cabo, só me resta esperar ansiosamente que cada terça-feira traga um novo e emocionante episódio, que eu vejo religiosamente!

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Sonoooooooooooo

Porque é que há semanas em que todas as manhãs são um drama para acordar?!

domingo, 5 de outubro de 2008

História de amor

Eu acredito em histórias de amor. Aliás, sou uma romântica inveterada, daquelas que choram sentadas no sofá a ver um filme...
Ontem testemunhei, ao vivo e a cores, uma história de amor. Foi um dos casamentos mais bonitos a que já assisti. Não pude deixar de me comover quando o D. e o D. levaram a mãe ao altar [não é comum, mas é absolutamente delicioso], ou quando o D. [o mais pequenino] não largava as calças do pai.
Quando os noivos abriram a pista de dança, abraçaram-se como se ali não existisse mais ninguém e dançaram enquanto murmuravam declarações de amor.
Não pude deixar, uma vez mais, de me comover quando, ao partir do bolo, os olhos do L. se encheram de lágrimas ao reconhecer que aquele tinha sido o dia mais feliz das suas vidas.

Para os noivos e para os seus filhotes, aqui ficam os desejos de que a felicidade deste dia se perpetue por muitos anos.

[e aqui para nós, que ninguém nos ouve... o meu relógio biológico despertou para a vida...]

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Homens!

"...tinhamos estado a noite toda a contar histórias quando, de repente, Gus olhou para mim olhos nos olhos e exclamou: «Noah, eu compreendo as mulheres.»

Noah riu em surdina.

- A questão é que não há nenhum homem vivo que possa honestamente proferir essas palavras e acreditar nelas. Mas isso nao quer dizer que não possamos amar as mulheres à mesma. E não quer dizer também que alguma vez devamos parar de lhes dizer quão importantes são para nós."

in A Alquimia do Amor, Nicholas Sparks

Gostei! :)

O soluço

Como eu hoje estou mesmo, mesmo, mesmo irritada...
Nada melhor do que um vídeo para descontrair! Demais! :)

video

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

? ? ?

Ontem alguém me perguntou se eu era feliz...
Timidamente respondi que sim. Mas a verdade é que fiquei a pensar no assunto! Quererá isso dizer alguma coisa?

domingo, 21 de setembro de 2008

O abraço

Esta noite adormeceste abraçadinho a mim... Passaram oito anos mas continuas a ser o "meu" bebé… Serás sempre o meu bebé!
Lembro-me, como se fosse hoje, do dia em que nasceste. Quase consigo ouvir o telefone a tocar e do outro a voz que tornou aquele dia tão especial… O dia mais feliz da minha vida, sem dúvida!
Lembro-me de te pegar ao colo nesse mesmo dia e de os meus olhos se encherem de lágrimas… É indescritível o que senti naquele momento. Como é que alguém tão pequenino, tão frágil, tão inocente, tão perfeito, consegue despertar um amor tão grande?
Lembro-me dos teus olhinho a fixarem o meu rosto enquanto a tua mãozinha segurava firmemente a minha…
Lembro-me de me apaixonar pelos teus pezinhos… por aqueles dedinhos minúsculos… pelo teu pequeno nariz… pela perfeição das tuas orelhas… E ainda hoje continuo apaixonada, mais ainda do que naquele dia!
É claro que me lembro do primeiro biberão ao meu colo, da primeira muda de fralda, da primeira papa e da primeira sopa, do primeiro dia no infantário, do primeiro aniversário, da primeira queda de bicicleta, do primeiro mergulho no mar, do primeiro dia de escola… E de tantos outros momentos tão especiais!
É maravilhoso ver-te crescer dia após dia e poder estar sempre do teu lado, para rir contigo e para te secar as lágrimas. Tudo o que desejo é que sejas feliz, infinitamente feliz!
Podia prometer-te muitas coisas, podia prometer-te o mundo – ou até mesmo o universo, se o mundo não te bastasse – mas a única coisa que prometo é que estarei sempre aqui para ti e que te vou amar todos os dias e cada dia mais!

sábado, 20 de setembro de 2008

Crianças...

Em conversa com o D. apercebi-me uma vez mais da enorme capacidade que as crianças têm de tirar as mais brilhantes conclusões:

- Oh tia, quando eu for grande quero ser vendedor do Intermarché!
- Vendedor do Intermarché?! Porquê?!
- Já viste bem aquelas pessoas todas que lá vão? E têm que pagar antes de sair... Os senhores ganham lá muito dinheiro e depois há muito desenvolvimento!
- Mas aquele dinheiro todo não é das pessoas que trabalham nas caixas, é do dono. Ele é o patrão e paga aos empregados.
- Mas eu não quero ser empregado! Eu quero é ser patrão! Vou construir um Intermarché só para mim e ser o dono! Mas depois eu também vou trabalhar lá... Senão, quer dizer... Os empregados é que trabalham e o patrão que está a olhar de braços cruzados é que fica com o dinheiro todo, não?!

Tem ou não tem sentido de justiça? =)

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Porque te amo...

"Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?"

Fernando Pessoa


(não fosses tu o melhor professor de português do mundo, eu não teria gostado tanto de Fernando Pessoa... :P )

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Porque...



...sonhar não custa! :)

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Balde de água fria!

Depois de tantas horas em frente ao computador, tanto esforço, tantas noites sem dormir, consegue-se um trabalho que se julga estar bom. Vai-se a uma discussão, a matéria foge debaixo da língua, corre mal, e puff... a nota vem por aí a baixo! Um 12... um mísero 12!
.
Frustração!
.
E mais não digo! :(

quinta-feira, 26 de junho de 2008

O problema de muita gente...

Poder-se-ia dizer que o problema de muita gente, hoje em dia, é a falta de dinheiro... De outros será, certamente, a falta de inteligência... São, sem dúvida, duas coisas que não abundam por aí!
.
O meu problema é estar a chegar à recta final do curso (para quem não sabe: Engenharia Biológica) e continuar a perguntar: "É mesmo isto que queres para o resto da tua vida?"
.
Depois de passar uns quantos dias a estudar para o exame de Bioquímica e Fisiologia Microbiana, com perguntas do tipo: "Qual o processo de transporte da glucose para o interior da Escherichia coli?", "Descreva a via metabólica de Ebden-Mayerhoff-Parnas", "Ciclo de Krebs, ciclo dos ácidos tricarboxílicos, neolucogénese, ciclo do glioxilato, fermentação láctica, fermentação alcoólica..." não há como não gritar bem alto:
.
Ahhhhhhhhhhhhhhh, odeio metabolismo!
.
É caso para perguntar, "estás mesmo no curso certo?"
.
.
Quem nunca fez esta pergunta a si mesmo que atire a primeira pedra... :)

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Que super herói é você?

Experimentei o teste da Rádio Comercial e o resultado foi este:


LOL =)

Saudade...

dos postais trocados com regularidade...
das mensagens escritas a toda a hora, mesmo que não houvesse nada para dizer, a não ser a "palavra mágica"...
das longas conversas pela madrugada fora, em que qualquer tema servia de pretexto para te ouvir por mais uns minutos...
dos lanches oferecidos de surpresa em época de exames...
dos passeios à beira-mar...
.
.
(lembras-te?)

quarta-feira, 18 de junho de 2008

terça-feira, 17 de junho de 2008

Altos e Baixos da RFM

Se, tal como eu, fazes parte daquele grupo de pessoas que odeiaaaaaaa levantar cedo, então é provável que não tenhas ouvido o "Altos e Baixos" de hoje, do programa "Café da manhã", da RFM.
O desafio de hoje contou com a participação da minha irmã e do meu sobrinho. Coitadinho estava tão desolado com o castigo! LOL

Para quem não sabe, o "Altos e Baixos" põe, frente a frente, grandes e pequenos... Os grandes têm de responder a uma pergunta sobre o mundo dos pequenos, e os pequenos têm de provar que até sabem umas coisas sobre o mundo dos adultos. Quem perder o desafio tem que se sujeitar ao castigo imposto pelo adversário.

Depois de ouvir miúdos a pedirem tatuagens e mesadas vitalícias, digam lá se o meu sobrinho não é original... lol

video

Assim que existirem provas de que realmente o castigo foi cumprido, publico-as! =)

terça-feira, 20 de maio de 2008

Porque há coisas que nunca se esquecem...

Hoje "reencontrei" um velho amigo! Fomos amigos de infância e perdemos o contacto há quase 10 anos!!! Encontravamo-nos ocasionalmente, por aqui e por ali, sempre de passagem e acompanhados por outras pessoas. Dizíamos um breve «Olá!», seguido de um «Adeus!».

Hoje descobri-o na blogosfera, por mero acaso, e depois de uma longa conversa sobre episódios antigos, ficou aquela saudade... Bons velhos tempos!!!

terça-feira, 13 de maio de 2008

Meo... O comando é meu :)

Carreguem aqui e experimentem. É só inserir os vossos dados.

Está fantástico!


segunda-feira, 5 de maio de 2008

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Estou chateado...

Tendo em conta os últimos acontecimentos... :D


quinta-feira, 17 de abril de 2008

7 anos...

Fez por estes dias sete anos que um convite para um lanche mudou a minha vida! No carro, ao princípio da tarde, o coração batia descompassadamente... Na cabeça um turbilhão de ideias, medos e contradições... Nessa tarde, a lanchar à beira-mar, fizeste-me esquecer tudo o resto! Fizeste-me perceber que há coisas pelas quais devemos arriscar! E depressa as dúvidas se desvaneceram, dando lugar a um tremendo carinho e enorme amor. Ao fim de todo este tempo, ainda me lembro de cada gesto, de cada palavra! Hoje, sete anos depois do nosso primeiro beijo, quero agradecer-te cada carinho, cada gesto de amor, cada olhar de cumplicidade, cada lágrima partilhada... e tantas outras coisas! Obrigada por todos os momentos fantásticos que passámos juntos! Obrigada por seres a pessoa maravilhosa que és!

sexta-feira, 11 de abril de 2008

O meu blog dava um programa de rádio

Para quem é ouvinte da rádio comercial, sabe concerteza que existe um programa chamado "O meu blog dava um programa de rádio". Pois bem, o blog "a chuva miudinha", da Sarita, deu mesmo um programa de rádio! Pessoalmente, achei genial! Para quem quiser ouvir, o programa está disponível aqui.

Parabéns, miúda! Adorei! ;)

quarta-feira, 9 de abril de 2008

Desafio: Doação de medula óssea

A medula óssea é um tecido gelatinoso que preenche a cavidade interna de vários ossos. É nesse tecido que existem células progenitoras, ou seja, com capacidade para se diferenciarem e dar origem a qualquer célula do sangue periférico, as chamadas células estaminais. A medula óssea está também encarregue da continua renovação destas células. O transplante de medula óssea é um procedimento médico da área da hematologia e oncologia que envolve o transplante de células estaminais hematopoiéticas provenientes da medula óssea do dador. Este procedimento é indicado principalmente em doenças da medula óssea e certos tipos de cancros hematológicos, como o Linfoma ou a Leucemia.

Para quem quiser responder ao meu desafio, fiquem a saber que, para ser dador de medula óssea, é necessário ter entre 18 e 45 anos de idade, ser saudável e dirigir-se ao CEDACE (Centro Nacional de Dadores de Células de Medula Óssea, Estaminais ou de Sangue do Cordão) ou a um dos Centros de Histocompatibildade (Norte, Centro e Sul). Na primeira fase o dador responderá a um inquérito clínico que será devidamente avaliado. Se não for detectada nenhuma contra indicação, proceder-se-á à tipagem HLA e determinação de marcadores virais, para avaliar se o dador é portador de doenças transmissíveis. Esta análise requer apenas a colheita de um pouco de sangue e, só no caso de aparecer um doente com compatibilidade tecidular com o dador, é que este último terá de se submeter a testes mais precisos. A colheita de medula óssea poderá ser feita de duas formas diferentes, qualquer uma delas, praticamente indolor.

Eu já me inscrevi!

E lembrem-se: para o dador, a doação será apenas um incómodo passageiro. Para o doente, será a diferença entre a vida e a morte.

terça-feira, 8 de abril de 2008

Porque há dias assim...

Não há nada pior do que acordar, e logo pela manhã, ver um dia de chuva como o de hoje! Pior ainda, é acordar cedo para ir às aulas e não poder sair de casa porque não se tem um chapéu de chuva. Foi assim o começo do meu dia! Depois de passar a manhã em casa, à espera que a chuva resolvesse dar um passeio por outras paragens, consegui finalmente sair. O dia não melhorou, visto que passei a tarde inteira, em frente ao computador, a fazer um relatório... E ver chover! No retorno a casa, ao final da tarde, chuva e mais chuva, pelo caminho. Escusado será dizer que, mal entrei em casa, a chuva foi embora para não mais voltar (pelo menos por hoje). Nada me deixa mais deprimida do que um dia de chuva, a menos que seja um daqueles dias em que se pode ficar na cama a preguiçar. Depois do jantar, apoderou-se de mim uma vontade enorme de beber um chocolate quente. Mas não é um chocolate quente qualquer. É o chocolate quente do mmcafé no Teatro Maria Matos. Para completar a minha frustração, nada como percorrer as ruas geladas até ao teatro, sentar-me, pedir o tão desejado chocolate quente e ouvir "lamento, está esgotado de momento"! Ahhhhhhhh! Bebi um carióca de limão... Que me soube tão a pouco, que de seguida pedi um "Petit Gateau". Delicioso. Teria compensado, não fosse o facto de ter pedido um, com duas colheres, para o dividir com a Ana. Estão a ver o tamanho do bolo da imagem?! Pois!

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Quantas vezes...

Quantas vezes pensamos em desistir, deixar de lado os sonhos;
Quantas vezes batemos em retirada, com o coração amargurado pela injustiça;
Quantas vezes sentimos o peso da responsabilidade, sem ter com quem o dividir;
Quantas vezes sentimos solidão, mesmo estando rodeados de pessoas;
Quantas vezes lutamos por uma causa perdida;
Quantas vezes voltamos para casa, com a sensação de derrota;
Quantas vezes aquela lágrima teima em cair, justamente quando tentamos parecer fortes;

É nestes momentos que o sorriso de um amigo, um olhar cúmplice ou um gesto de amor, fazem toda a diferença; porque nos fazem acreditar que seremos capazes, que conseguiremos seguir em frente, independentemente de quão díficil possa ser a viagem!
Para todos os meus amigos: muito obrigada por fazerem parte da minha vida!

terça-feira, 1 de abril de 2008

Os novos pecados mortais

Para quem ainda não ouviu falar, a Igreja actualizou recentemente a lista de pecados mortais.
Ao jornal oficial do Vaticano, o Osservatore Romano, Gianfranco Girotti, responsável pelo tribunal da Cúria Romana, explicou que os novos pecados vão para além da individualidade, ganhando uma dimensão social.
Aos antigos "sete pecados capitais": soberba, avareza, luxúria, ira, gula, inveja e preguiça, devem-se acrescentar os novíssimos: pedofilia, poluição do meio ambiente, aborto, tráfico de droga, riqueza desmesurada e (espante-se!!!) manipulação genética. Esta última é, entre todas as novidades do mundo moderno, considerada a mais grave pela Santa Sé, que considera uma violação dos direitos fundamentais da natureza humana e “cujos êxitos são difíceis de prever e manter controlados”.

P.S gostaria de saber o que os meus professores de Engenharia Genética pensam disto ;)

segunda-feira, 17 de março de 2008

sábado, 15 de março de 2008

Body Combat

O Body Combat é o meu novo desporto de eleição! É uma actividade colectiva que combina movimentos e posições desenvolvidas a partir de uma série de disciplinas de auto-defesa, que incluem o karaté, o kickboxing, o tai-chi e o taekwondo, numa rotina de grande adrenalina, acompanhada por música altamente estimulante, mas não há contacto físico (excepto quando existe um ou outro praticante, que por ser tão descoordenado, dá pontapés e murros em quem lhe aparecer pela frente!). Foi por curiosidade que resolvi experimentar uma aula e fiquei super fã! É uma óptima forma de libertar o stress, melhorar as funções pulmonares e aérobicas e aumentar a força muscular e a concentação. Para além disso, proporciona uma atitude mais positiva e de autoconfiança, e uma enorme sensação de bem estar no final de cada aula. Já para não falar de que o Body Combat é uma forma divertida, útil e eficaz de queimar calorias :)

segunda-feira, 10 de março de 2008

O Dia da Neura!

Já alguém se sentiu, durante um dia inteiro, a pessoa mais burra à face da Terra?

domingo, 9 de março de 2008

Dia Internacional da Mulher!

Não há paciência!
Durante o dia só se vêm mulheres a entrar e sair de lojas de roupa, à procura do "vestido da moda", para ficarem bonitas para a noite que se segue, como se as suas vidas dependesse disso! Por onde quer que se ande ouvem-se piadas referentes ao dia, à noite, ao "grandalhão do varão" que vai ser devorado pelos olhares de quem parece nunca ter visto um homem na vida... Não há paciência! Chegada a noite, não se pode sair para onde quer que seja, sob pena de não arranjar lugar para etacionar o carro, não conseguir andar dentro de um bar sem levar mil encontrões e pisadelas, ter que ouvir risos histéricos a toda a hora e pior do que isso... ter que aturar a quantidade de homens que saem à rua nesta noite, armados em predadores, à procura de caça grossa! Não há paciência!

quinta-feira, 6 de março de 2008

Chocolates...

Devem existir poucas pessoas no mundo, capazes de comer (ou deverei dizer devorar?!) chocolates como eu! Não consigo resistir! Apetece-me comer chocolates de manhã, apetece-me comer chocolates à tarde, apetece-me comer chocolates à noite... até sonho com chocolates! Esta semana acho que consegui a incrível "proeza" de comer mais do que um por dia... Quando não foram chocolates, foram croissants...de chocolate:) Algo me diz que no sábado, quando estiver em cima da passadeira do ginásio, me vou lembrar disso!!! Como diria a Silvia: "1 minuto na boca, 1 hora no estômago, 1 vida nas ancas" :P

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Peripécias na Cozinha!!!

Já não me lembrava da última vez que tinha cozinhado para passar o tempo!
Como esta tarde estava de chuva, decidi passar algum tempo na cozinha, a fazer bolos! Surgiu a primeira indecisão: que bolo?! Para variar pensei no famoso Bolo de Chocolate! Mas como a semana passada decidi inscrever-me no ginásio, e o bolo de chocolate não dura mais do que uma tarde, decidi fazer Areias. Pelo menos durariam mais algum tempo!
Fui ao Google e procurei a receita! Imprimi aquela que me pareceu mais simples! Até aqui tudo bem! Quando comecei a fazer a massa, achei que estava demasiado grossa, mas como fiz tudo tal como a receita mandava, decidi continuar!
Depois de tirar as Areias do forno, percebi que alguma coisa tinha corrido mal, só não conseguia descobrir o quê... Até a minha mãe comentar que tinha mudado a farinha de sitio! Resumindo e concluindo: fiz Areias com farinha Maisena!!! Alguém quer provar?! :)

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Porque vale a pena pensar nisto...

" Todos nós desejamos ter o controlo da nossa vida. Queremos que ela siga o plano rigoroso que elaborámos mentalmente, e que definimos como sendo o único caminho rumo à verdadeira alegria. Contudo, as circunstâncias da vida geralmente estragam os nossos planos. E continuamente procuramos reconciliar-nos com as nossas próprias limitações e frustrações. (...)
A prática de uma atitude de aceitação dos factos pode não ser o remédio para os problemas do dia-a-dia, mas pode ajudar a, gradualmente, alterar o modo como todos nós encaramos a vida."

O primeiro "Porquê?"

Chegaram as férias! Para trás ficaram cinco longas semanas de estudo intensivo, daquelas em que quase não há tempo para mais nada. Apesar do trabalho ter sido árduo e o esforço mais que muito, o resultado é desolador! Não há como não perguntar "Porquê?".

Depois li algures: " Sempre que sintas que fizeste o teu melhor, e que, apesar disso, o resultado não foi como desejavas, esquece simplesmente o sucedido. Deixa que Aquele que melhor te compreende e te conhece, valorize o teu desempenho."

Não podia estar mais de acordo!