quinta-feira, 8 de abril de 2010

Ainda sobre os afectos

Sou fácil, sim. Dou-me com muita facilidade e as pessoas levam de mim tudo aquilo que querem*. Mas mais do que isso, sou muito intensa. Na verdade, demasiado intensa na maioria das vezes. Quer isto dizer que me empenho a sério numa relação, quer seja de amizade, quer seja de algo mais. Faço tudo pelas pessoas a quem quero bem, sem que elas precisem sequer de pedir. Envolvo-me nas suas vidas, partilho das suas alegrias, festejo as suas vitórias, choro as suas tristezas, absorvo os seus problemas como se fossem meus e sofro na mesma proporção. Na maioria das vezes, isso pode ser uma verdadeira pedra no sapato, mas não consigo ser de outra forma. Há quem diga que devia ser mais egoísta, pensar em mim antes de pensar nos outros. Mas isso, definitivamente, não está na minha natureza.
.
*Mas não sou ingénua e não é com duas cantigas que me dão a volta.

4 comentários:

Liliana disse...

acho que nos iamos dar bem....

Sun disse...

Correndo o risco de soar a super-cabra, o meu conselho sincero: com colegas de trabalho, não te esqueças de ser profissional.
(I've learned the hard way...)

Cenasdegajo disse...

Com a idade vais mudar... garanto-te...

Marta disse...

Para ser sincera, SemStress, espero bem que sim. Porque com esta brincadeira quem se lixa sempre sou eu!