terça-feira, 9 de junho de 2009

O que eu já aprendi hoje

Ter de emprega-se quando se subentendem palavras como necessidade, precisão, desejo, obrigação, antes da preposição de: Tenho de comer; Tenho de o ajudar; Tenho de trabalhar muito para viver.
.
Ter que usa-se quando subentendemos palavras como muito, pouco, nada, algo, coisa, coisas. Estas palavras são antecedentes do que, pronome relativo. Este que é o complemento directo do verbo que se lhe segue: Tenho muito que contar; Elas tinham muitas coisas que dizer; Não tens mais nada que fazer?

2 comentários:

*Sininho* disse...

E agora eu também aprendi ;)
*

ClaudiaMar disse...

Olá, Na Idade dos Porquês!
Também só há pouco tempo esclareci esta dúvida pertinente!
Muito bem. A População agradece!

Estou em : micromacropuzzle.blogspot.com